BahiaBelmonteBrasilCabráliaCamacanEunápolisGuaratingaInternacionalItabelaItabunaItagimirimItamarajuItapebiPorto SeguroTeixeira de Freitas
Por: Gutemberg Stolze
10/01/2016 - 11:05:29

O Papa Francisco conduz a Missa da Epifania no Dia de Reis, em 6 de janeiro, na basílica de São Pedro, no Vaticano (Foto: Osservatore Romano/AFP)

Milhares de migrantes foram convidados a orar com o papa Francisco e cruzar a Porta Santa da Basílica de São Pedro no Dia Mundial do Migrante e do Refugiado, que será celebrado no dia 17 de janeiro, anunciou a fundação católica Migrantes nesta sexta-feira (8).

Os migrantes levarão ao Vaticano a cruz de Lampedusa, uma obra feita a partir da madeira de barcos de migrantes, abençoada por Francisco em 2014 durante sua visita à ilha italiana, símbolo do drama daqueles que se arriscaram para atravessar o Mediterrâneo em busca de uma vida nova.

Uma vez dentro da basílica, os migrantes, majoritariamente provenientes da África, fugindo da fome e das guerras, assistirão a uma missa celebrada pelo cardeal italiano Antonio María Vegliò, presidente do Conselho Pontifício para a Pastoral dos Migrantes.

As hóstias que serão usadas para a comunhão foram fabricadas por três penitenciários que cumprem penas por assassinato na prisão de alta segurança de Opera, em Milão (norte).

"As obreias (folhas de massa de farinha usadas na produção das hóstias), que nascem das mãos que mataram e que se dedicam a São Pedro, testemunham o amor de Cristo, que salva todos os homens e não somente os que cumprem uma pena na cadeia", explicou a fundação Migrantes em um comunicado.

 

Por Gutemberg Stolze - Imprensananet.com

Deixe seu comentário:

Copyright © 2014 Imprensananet - Todos os direitos reservados.
73 99913-8628 (vivo) / 98823-9662 (Oi) / 98155-2730 (Claro/WhatsApp) | contato@imprensananet.com